7 Coisas que você precisa saber sobre o ensino online na Udemy

GoogleO ensino online está cada dia mais popular e mais moderno. De TED Talks  a inovações importantes realizadas por grandes empresas, a previsão é de que esse seja o futuro da educação no mundo. Além da acessibilidade e flexibilidade característicos de cursos online, existem também a possibilidade de personalização onde o aluno pode escolher o assunto, método e duração que são mais adequados aos seus objetivos pessoais e estilo de aprendizado.

Por outro lado, esse é um cenário ainda recente e a transição de aula presencial para aula online gera expectativas irreais fazendo com que muitos instrutores e alunos se decepcionem ao embarcarem nessa jornada. Uma prova disso é a baixíssima taxa de engajamento – somente 10% dos alunos, em média, terminam o curso.

Se você é instrutor, veja abaixo 7 coisas que você deve saber a respeito do ensino online na Udemy:

1 – Conhecer seu público alvo é sua melhor estratégia

A internet possui um alcance mundial inacreditável, qualquer coisa que você publica pode ser visto por pessoas de qualquer lugar, a qualquer hora. Por causa disso, é muito comum que o instrutor se apegue à ideia de que seu curso é direcionado a qualquer pessoa. Não é. Nenhum curso é universal o suficiente para agradar a qualquer um que o acesse. Obviamente, o tema já é um grande indicador de quem é o público alvo do seu curso, mas a sua metodologia de ensino, duração do curso e especificidades irão decidir quem realmente se interessará por ele.

Por exemplo, você pode ensinar gerenciamento de empresas para alunos de Administração ou para empreendedores. O empreendedor certamente estará buscando um curso mais prático e rápido enquanto o aluno de um curso acadêmico talvez se esteja procurando por um curso longo e abrangente.

Entender quem são seus alunos, o que eles precisam e seu estilo de vida é um dos fatores mais importantes no sucesso do ensino online.

2 – Apresentação e formato são tão importantes quanto o conteúdo.

Como falamos acima, em média, somente 10% dos alunos inscritos em um curso online vão até o fim e um dos fatores principais é a apresentação do instrutor e a qualidade técnica do curso. Quando o curso é entediante, o aluno só assistirá às aulas se for obrigado e é bem provável que ele deixe uma péssima avaliação e nunca mais volte a se interagir com o conteúdo.

Mesmo que você ensine um curso sobre um tema de grande demanda e raro de encontrar, você precisa estar atento a como fazê-lo mais visualmente interessante, começando pela seu tom de voz e passando até mesmo pela duração de cada aula.

3 – Você não precisa de equipamento caro.

Como falamos no item anterior, qualidade de áudio e vídeo é muito importante, mas isso não quer dizer que você precisa gastar muito dinheiro com equipamento. Hoje em dia muitos smartphones possuem câmeras que dão conta do recado e além disso, você encontra tutoriais na internet sobre como criar uma iluminação adequada com o que você tem em casa e até mesmo como criar seu próprio estúdio gastando o mínimo possível.

Já ouvimos histórias engraçadíssimas de instrutores que cobriram a cabeça com uma caixa de papelão, ou revestiram as paredes com cobertores a fim de melhorar a qualidade do áudio. E se você ainda não é um gênio da edição de vídeos, faça um curso online!

4 – Oferecer seu curso grátis para atrair mais alunos pode ser um tiro no pé.

Existem diversas razões válidas para oferecer um curso grátis e todas elas se resumem a um único conceito – o seu objetivo não é o de ganhar dinheiro com o curso.

No entanto, se o motivo de criar um curso gratuito é porque você deseja divulgá-lo primeiro, essa não é uma boa estratégia. Pense que seu curso é um produto como qualquer outro. Quando lançado, os vendedores não oferecem o produto de graça para o público geral e depois atribuem um preço a ele. O ideal é que você lance seu produto com um preço já definido e distribua amostras grátis para um público limitado e qualificado.

Alunos que adquirem cursos gratuitamente são menos engajados e tendem a deixar avaliações desfavoráveis. Além disso, eles são menos propensos a comprar cursos pagos no futuro. Se você busca qualidade e não quantidade, atribua um preço justo ao seu curso e distribua cupons gratuitos somente a alunos realmente interessados. Lembre-se que se você sabe bem quem seu aluno ideal é, não será difícil encontrá-lo.

5 – Divulgar seu curso é um trabalho em tempo integral.

Seria muito bom se pudéssemos criar um curso de qualidade e deixar que ele se venda sozinho. Assim como qualquer tipo de produto, se você oferecer algo de extrema qualidade e interesse, é possível ter sucesso somente no boca a boca, mas esse é um caso raro. Se você quer que seu curso alcance seu público, você terá que trabalhar bastante na divulgação dele. É claro que a Udemy fará a parte dela, mas as nossas campanhas serão sempre direcionadas ao público geral da plataforma. Somente você conhece e é capaz de criar campanhas personalizadas e direcionadas especificamente para seu público alvo.

O conselho geral é de que você deve trabalhar em criar seguidores online dentro e fora da plataforma. Escolha um meio – Youtube, Facebook, Twitter, Blog/Site e se dedique a ele.

6 – Ensino online não é um meio de ganhar dinheiro.

… e sim um meio de compartilhar seu conhecimento. Assim como em quase tudo na vida, quando você faz algo somente pelo dinheiro, você perde o foco e muitas vezes o prazer de fazer um bom trabalho.

É claro que queremos que você tenha sucesso, venda muitos cursos e, quem sabe, faça do ensino online sua profissão. Mas isso não quer dizer que você embarcou nessa jornada apenas pelo dinheiro. Os melhores instrutores e, devo dizer, os que mais vendem seus cursos, são os mais apaixonados, tanto pelo assunto que ensinam, como pela ideia de compartilhar conhecimento em si. Se a ideia de mudar a vida de milhares de pessoas no mundo não te traz o menor rastro de entusiasmo, talvez você não esteja no lugar certo.

7 – Estar disponível para seu aluno é o maior diferencial que você pode oferecer.

A Udemy trabalha bastante para melhorar a comunicação entre aluno e instrutor e isso se deve ao fato de sabermos que um instrutor disponível é muitas vezes a razão principal de um aluno escolher certos cursos ao invés de outros. Ter a chance de fazer perguntas e pedir orientações é uma das vantagens de cursos presenciais que não deveríamos nunca deixar se perder no ensino online. Fique sempre atento à sessão de perguntas e respostas, deixe claro em suas aulas quando e como você estará disponível, faça o possível para ajudar os alunos com o que eles precisarem. Deixe sua marca e seja parte integrante na vida de pessoas que estão construindo um futuro melhor.

Tem algo a dizer?

Seu endereço de email não será publicado.

*

20 − sixteen =